Arquivo da Categoria: A Cercimira

Uma noite de… casino?!

Ah, pois foi! No passado dia 7 de Dezembro de 2018, um grupo de Clientes da URBE foi até ao Casino Figueira onde, no salão nobre, com um atendimento muito personalizado, se comeram algumas maravilhas gastronómicas: sopa do Chefe, vitela assada no forno com tomilho, legumes salteados e arroz de frutos secos. A sobremesa foi cheesecake de limão com crumble de canela e oreo, com redução de framboesas e gelado de iogurte. O menu, confecionado pela empresa “Creative Catering” também incluiu águas, refrigerantes e café.

Depois, os convivas assistiram ao espetáculo “Show Rouge”, baseado na famosa dança Cancan,  com muita sensualidade e elegância. Do nosso lado, ouviram-se muitas palmas!

Já pela meia-noite, mas ainda com muita energia, foi o assalto à pista de dança, quando o DJ começou a passar músicas bastante animada, havendo muito alvedrio de se pernoitar por mais tempo…

Foi uma noite muito agradável, onde a felicidade dos Clientes foi, com certeza, o maior agradecimento que poderíamos dar ao Casino Figueira pelo acolhimento prestado. Ases de copas para eles!

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Assembleia Geral marcada para dia 19 de dezembro

Na agenda, a aprovação do Plano Anual e Orçamento para 2019, além de alterações sugeridas ao Regulamento interno da URBE e um voto de pesar. A documentação para a reunião magna da CERCIMIRA está disponível aqui:

A Assembleia tem a convocatória definida para as 17h00, e caso não se verifique quórum, terá início às 18h00 com os membros que estiverem presentes.

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Team-Zumba a recrutar…

No pavilhão da CERCIMIRA já se iniciou uma atividade de Zumba aberta à comunidade. Para quem não tem andado neste mundo, o Zumba pode ser definido como um programa de preparação física que é inspirado nos movimentos de dança latina.  E é mesmo na dança coordenada que está a diversão da cena.

Danças latinas, como o merengue, a cumbia, a salsa, o reggaeton, entre outros, ajudam a trabalhar os músculos dos quadris, glúteos e coxas. A estimativa de consumo é de 600 calorias por hora de treino.

É uma atividade destinada a colaboradores da CERCIMIRA e à nossa comunidade envolvente. Todos são bem-vindos! Cada pessoa deverá ser responsável por trazer uma garrafa de água, toalha de treino, fato de treino e sapatilhas.

Se quiser mais informações, contacte-nos, ou apareça às segundas-feiras no pavilhão da CERCIMIRA, entre as 18h00 e as 19h00.

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Campeões Europeus! Parabéns, Seleção! Parabéns Norberto Santos!

É oficial! A seleção de Portugal é campeã europeia de Futsal, depois de ter assegurado o primeiro lugar no torneio da Federação Internacional de Futebol para Síndrome Down. No derradeiro jogo, Portugal venceu a seleção de Itália por  3 a 0.

É com todo o orgulho que damos os parabéns aos vencedores e, particularmente, ao nosso Norberto Santos, que integra a equipa.

Parabéns!

(foto: ANDDI)

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Norberto Santos na Seleção Nacional de FUTSAL

À partida para o Campeonato da Europa de Futsal-SDOWN, em representação de Portugal, o Norberto Santos deixou várias mensagens: vai marcar muitos golos, o seu jogador favorito é o Cristiano Ronaldo e o seu clube do coração é o Benfica. O campeonato decorre nesta semana, em Terni, na Itália, de 11 a 15 de novembro.

Boa sorte, Norberto! Boa sorte, Seleção! Tragam a taça para cá!

 

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Uma conversa sobre… Participação Comunitária!

Uma sala muito bem composta por Pais e Encarregados de Educação, dois convidados especiais e um bom tema para lançar a conversa: foi assim que se passou a tarde na CERCIMIRA. A participação comunitária foi o tema em destaque.

Vamos ser diretos: a verdade é que as pessoas com deficiência e incapacidade são frequentemente pouco vistas e pouco participantes nas comunidades onde residem. Hoje partilhou-se que parte do problema, pode estar em fatores como a ausência de oportunidades declaradamente inclusivas, na pouca sensibilidade das associações, na relutância e comodismo da própria família, ou mesmo na timidez da própria pessoa.

Mas também é certo que nas comunidades locais funcionam movimentos associativos, grupos, clubes, práticas religiosas, festas e costumes tradicionais onde a participação é possível e desejável. Isto porque participar, antes de mais, é um direito.

Ouviu-se em particular o testemunho do agrupamento de escuteiros do Seixo. A Dirigente Benilde Rocha falou do desafio que o escutismo lança aos seus associados, da aprendizagem pela ação e do crescimento pela experiência conjunta e vivida em grupo, na natureza e na sociedade. Referiu que acolher pessoas com incapacidade tem sido um desafio e que há sempre lugar para proporcionar uma experiência a quem quiser. Mas atenção: uma experiência adequada aos potenciais e expectativas de cada um.

Seguiram-se as palavras do representante do Clube Domus Nostra, Paulo Grego, que apresentou a associação sedeada em Portomar, Mira. Entre o futsal e todos os seus escalões competitivos, o rancho folclórico, o karaté, o grupo de fados e tudo mais, não se esqueceu de assinalar como todos são importantes para o funcionamento do Clube, desde quem marca o golo no campo, a quem está a fazer as sandes ou a dar ar às bolas.

Enquanto se discutiam as dificuldades locais, das portas fechadas às barreiras arquitetónicas, ouviu-se também, na primeira pessoa, como pode ser importante ir cantar no côro da eucaristia, fazer um espetáculo para crianças, ou participar na marcha popular lá da terra.

Foi já a pensar como a participação das pessoas com deficiência e incapacidade, bem como a sua presença visível, são determinantes para a sociedade inclusiva que todos queremos, que se seguiu para o lanche partilhado.

Então, a mensagem que fica é a seguinte: se conhecer, divulgue. Se for preciso, avise. Se houver lugar para mais alguém, pergunte. E se presenciar a participação de pessoas com deficiencia ou incapacidade nestas vidas associativas, pois dê-lhes os parabéns!

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Uma visita à Leal e Soares

A Repórter Cecília Rocha conta, honestamente, como foi a última visita do grupo de competências sociais:

No dia 17 de Setembro, segunda-feira, o grupo de treino de competências pessoais e sociais, juntamente com a Teresa e a Fatinha, realizou uma visita à Fábrica Leal e Soares na zona Industrial de Mira.

Antes da visita tirámos uma linda fotografia para recordação. Depois veio a Senhora Engenheira Cecília que nos trouxe uns coletes para podermos entrar. A senhora Engenheira explicou-nos que a fábrica é de reciclagem orgânica e vimos como se faz o substrato para as plantas. Vimos também como os colegas trabalham na fábrica.

No final da visita tirámos outra foto de grupo. Foi muito giro, eu gostei muito, só foi pena o cheiro que se sentia dentro da fábrica.

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Férias Coloridas

Foi assim batizado o novo projeto da CERCIMIRA, através do qual vamos proporcionar uma experiência de colónia de férias a um grupo dos nossos Clientes.

Já que se trata de férias, o programa será cumprido à boa maneira Portuguesa nas praias do Algarve, mais concretamente na zona de Lagos. O objetivo, como o próprio nome indica, é proporcionar uma experiência de férias saudáveis e de momentos de lazer nesse contexto, oferecendo também, indiretamente, algum tempo de descanso aos cuidadores familiares dos nossos Clientes.

As atividades previstas passam essencialmente pelo descanso e bom-trato. Para o chamado cultivo do bronze, está marcada a visita obrigatória à célebre Praia da Batata (na imagem), além disso, está também previsto um passeio maior até à histórica vila de Castro Marim,  para visitar a feira Medieval. A comitiva parte dia 1 de setembro. Ricas férias!

O Projeto Férias Coloridas é cofinanciado pelo Programa Nacional de Financiamento a Projetos do INR, IP. (n.º 211/2018)

 

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!

Boccia inter-instituições

Hoje acolhemos o 3.º Torneio de Boccia no nosso pavilhão desportivo, uma competição que confrontou os campeões de algumas instituições sociais do Conselho de Mira. Esta iniciativa organizada pelo CLDS de Mira valeu pelos momentos de convívio inter-geracionais, tendo proporcionado um dia diferente aos participantes.

O Boccia é uma modalidade desportiva criada especialmente para pessoas com paralisia cerebral, sendo atualmente generalizada a quaisquer praticantes com alguma limitação na sua mobilidade.  É um jogo de precisão e de tática, que passa pela tentativa de aproximar as bolas da equipa de uma outra bola mais pequena, que marca o ponto de referência.

Em relação aos resultados… bom, as equipas da CERCIMIRA não facilitaram nada e, não fazendo a coisa por menos, ficaram mesmo com o 1.º e 2.º lugar.

O nosso agradecimento ao CLDS de Mira e a todos os visitantes: a Associação de Idosos Mirense, Associação Social de Solidariedade de Carapelhos e Corticeiro de Baixo, Centro Social e Paroquial de Mira e do Centro Social e Paroquial do Seixo de Mira.

Se lhe gostou deste conteúdo, partilhe!